Clínica de Psicanálise 


1ª quarta-feira de cada mês
20h, no CPMG

Coordenação:
Marisa de Lima Rodrigues


“Ver-se-á que a psicanálise, por seu aparato teórico e por seu método clínico, não pode ser incluída no rol das psicoterapias, que operam todas, em maior ou menor grau, através da sugestão, sendo oriundas da mãe-modelo de todas as psicoterapias, a hipnose, da qual justamente Freud se desvencilhou para poder criar o método psicanalítico.” (Coutinho Jorge, 2017, p.11).
Assim, o método criado por Freud se diferencia de qualquer outra forma de tratamento, pois nos permite escutar o inconsciente de nossos pacientes, de forma específica e singular, através das palavras que nos chegam pela via da livre associação. Tornar-se psicanalista é bastante trabalhoso, pois exige que o candidato faça a sua análise pessoal, percorra o caminho da teoria para, finalmente lançar-se na prática, de início, supervisionada.
O CPMG vem há mais de 50 anos se dedicando ao ensino e à transmissão da psicanálise. Um dos espaços disponibilizados aos candidatos em formação é a Clínica de Psicanálise, onde acontecem os atendimentos supervisionados para aqueles que já passaram pelo primeiro tempo da formação, e fizeram um percurso mínimo de um ano de estudos teóricos específicos do segundo tempo – o tempo do fazer. Os atendimentos se estendem à apresentação e discussão de casos, bem como à formação de grupos de estudos e produção de trabalhos, estes compartilhados com os demais membros da instituição.
A Clínica de Psicanálise possui um Regimento Interno próprio e deste consta a condição essencial de que, para atender na Clínica, o candidato em formação esteja em processo de análise pessoal.
As pessoas que buscam atendimento no CPMG passam por uma triagem no sentido de serem melhor direcionadas e esclarecidas a respeito do tratamento. A triagem é realizada em nossa sede, com agendamento prévio. Em seguida essas pessoas são encaminhadas diretamente para o participante da Clínica que se responsabilizará pelo respectivo atendimento.
Acreditamos que, desta forma, o Círculo Psicanalítico de Minas Gerais cumpre o seu papel de se manter inserido no laço social de maneira incisiva e fecunda, não apenas na formação de psicanalistas, mas também no exercício da psicanálise em extensão.